Empresa colatinense confeccionará vestimentas do Papa Francisco

A empresa Cordis Indústria de Confecções será responsável também pela confecção de outras 500 peças.

A túnica, casula e mitra que o Papa Francisco usará na missa da Basílica de Aparecida, em São Paulo, no dia 24 de julho, durante a Jornada Mundial da Juventude, vai retratar a história de Aparecida. É o que revela Marcos Casotti, gerente administrativo da Cordis, fábrica de Colatina que irá confeccionar os paramentos da vestimenta papal.



A história de Aparecida, conta Marcos, será reconstruída por meio de bordados computadorizados, compostos sob a túnica branca – cor litúrgica utilizada pela Igreja Católica em cerimônias festivas. Os desenhos foram desenvolvidas pelo artista plástico Cláudio Pastro. As cores que serão utilizadas ainda não foram definidas.

"Estamos em processo de criação para definir cores. O convite para fabricarmos os paramentos, feito pelo cardeal arcebispo de Aparecida, dom Raymundo Damasceno Assis, chegou há duas semanas. Só ontem (quarta-feira) recebemos os desenhos e começamos a trabalhar na criação", explica.

Marcos Casotti informou ainda que a vestimenta do pontífice será simples, e não contará com adornos luxuosos, como fios de ouro ou tecidos finos trazidos de outros países.



"Vamos seguir a linha despojada do Papa Francisco, que prega uma forma de vida mais leve. O tecido – tipo off-white -, as linhas, os viés, etiquetas, tudo será o que a gente já utiliza na nossa produção, não terá nada de especial. Os bordados serão feitos de forma computadorizada, já que depende de um programa para vetorizar os desenhos", disse.



Peça será entregue pelo bispo de Colatina



A equipe, composta por cerca de 40 pessoas, tem aproximadamente 40 dias para concluir o trabalho. As peças ficarão no acervo da basílica. O Papa, porém, receberá das mãos do bispo de Colatina, dom Décio Sossai Zandonade, peças iguais para que ele leve consigo e as utilize em novas ocasiões. Além dos paramentos do Papa, a Cordis ainda irá produzir 500 peças para os demais religiosos, que seguirá o tema das vestes do pontífice, mas terá diferenciações para destacar os cargos religiosos.



Segundo Marco, a criação das peças está sendo livre, já que não houve exigências por parte da Arquidiocese de Aparecida ou do Vaticano. O cerimonial de Aparecida e do Vaticano estão em contatos para enviar as medidas do Papa Francisco.



A empresa atua há 20 anos no mercado,  e pertence à Diocese de Colatina, sendo uma das referências nacionais na confecção e comercialização de paramentos e objetos litúrgicos.

Fonte: Gazeta Online

 

ASSCOM – Assessoria de Comunicação da Assedic
comunicacao@assedic.com.br


 

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Comente