Plano "ES 2030" é lançado em Vitória

“Um Estado inovador, dinâmico e sustentável”. Essa é a visão de futuro almejada para o Espírito Santo no ano de 2030.
Inovador, dinâmico e sustentável. Essa pode ser a nova cara do Estado nos próximos 17 anos. As diretrizes para que o Espírito Santo alcance esses objetivos foram apresentadas ontem no Palácio Anchieta, para lideranças governamentais e do setor público-privado, compiladas no “Plano de Desenvolvimento ES 2030”. 
 
O projeto é uma revisão do plano desenvolvido em 2006, no governo Paulo Hartung, denominado ES 2025. “É uma revisão que precisa ser feita sempre que alguém tem algum planejamento, mas que direciona governo e sociedade a adotar medidas através de atitudes sérias para que se construa um Estado cada vez mais com qualidade de vida”, comenta o governador Renato Casagrande. Para ele, é um plano de Estado e não apenas de governo e mostra que o Espírito Santo tem um rumo a seguir.
 
A escolha das metas a serem atingidas até 2030 teve a participação da sociedade das 10 microrregiões do Estado. Foram realizadas 17 reuniões públicas, contando com pelo menos 2 mil pessoas, como informa o presidente do Espírito Santo em Ação, Luiz Wagner Chieppe, parceiro do projeto. “As oficinas foram para apresentar aos eixos e as propostas, e as pessoas participaram fazendo milhares de sugestões na visão de cada região, o que achavam importante. O corpo técnico transformou essas informações em um norte, dentro de uma visão mundial, nacional, estadual e local”.
 
O principal fator que precisou ser revisto, em relação ao planejamento realizado em 2006, foi o contexto político-econômico internacional, nacional e local após a crise de 2008, que teve continuidade e reflexos em 2011 e 2012, de acordo como presidente do Instituto Jones dos Santos Neves, José Edil Benedito. “O 2025 vinha de um processo de recuperação político-institucional do Estado. Nós pegamos a construção do 2025-2030 nas experiências negativas vindas da crise internacional, desse mar revolto do ano de 2012/2013”, afirma.
 
Três novos segmentos foram considerados importantes para o desenvolvimento de investimentos, sendo eles saúde, ciência e tecnologia e a visão regional vinda da base, do interior do Estado. “Há várias mudanças. Mas também tem continuidade na linha de melhorar nossa infraestrutura, os indicadores sociais, num crescente de melhorias nesses segmentos que ajudam a chegar nessa imagem de um Estado inovador, dinâmico e sustentável”.
 
OS PONTOS
 
ES 2030
É um planejamento de longo prazo para o Estado que orienta o desenvolvimento numa visão de futuro. O plano define prioridades e traça estratégias para os próximos 17 anos.
 
BASES SOCIAIS
Capital social e qualidade das instituições: participação, transparência e cooperação. Segurança cidadã: dever do Estado, direito e responsabilidade de todos. Educação: acesso à educação com qualidade e formação de capital humano avançado. Saúde: referência em saúde no Brasil.
 
PROGRESSO
Infraestrutura, logística e comunicação: eficiente plataforma logística. Ciência, tecnologia e inovação: tecnologia e inovação para o desenvolvimento sustentável. Energia, petróleo e gás: indutor de progresso.
 
OPORTUNIDADES
Rede de desenvolvimento regional: sinergia regional. Inserção competitiva: economia competitiva, atrativa, criativa e inovadora. Economia verde: economia ambientalmente sustentável. Integração: integrar para crescer, desenvolver e avançar.
 
DESENVOLVIMENTO
Objetivos do desenvolvimento: qualidade de vida, maior competitividade, igualdade de oportunidades, identidade e imagem fortalecidas.
 
Com informações do Jornal A Gazeta de 20 de dezembro de 2013, Caderno "Economia", página 34.
 
ASSCOM – Assessoria de Comunicação da Assedic
comunicacao@assedic.com.br
 
Paulo Dubberstein Main
Assessor de Comunicação
paulo@assedic.com.br
(27)3721.7272 * 99650.1589
 
Assista a Tv Assedic www.youtube.com/TvAssedic

 

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Comente