Cobrança feita pessoalmente

Prefeito de Colatina vai até Brasília exigir agilidade na aprovação do decreto de calamidade pública para Colatina. Prejuízo foi de R$ 39 milhões nas áreas de risco.
O Prefeito de Colatina, Leonardo Deptulski, embarca nesta terça-feira (11) rumo ao Ministério da Integração Nacional, para pedir pessoalmente que o decreto de calamidade pública do município, seja aceito em caráter de urgência.
 
A aprovação do decreto irá agilizar a liberação de verba destinada pelo Ministério, para que empresas possam, através das agências bancárias, terem acesso às linhas de créditos diferenciadas para municípios em estado de calamidade pública.
 
Uma empresa, contratada pela Prefeitura, fez um mapeamento das áreas de risco de Colatina e elaborou um relatório informando que os prejuízos deixados pelas chuvas foram estimados em R$ 39 milhões. Segundo o Prefeito, o Ministério avaliou o relatório e aprovou R$ 26 milhões. 
 
“O Governo já sinalizou a liberação desses valores em três parcelas, ou seja, se voltarmos de Brasília e tivermos uma aprovação rápida já poderemos iniciar o processo de licitação de algumas obras, a começar pelo bairro São Marcos, Nossa Senhora Aparecida, Córrego do Ouro e outras áreas que precisam”, finalizou Deptulski.
 
 
ASSCOM – Assessoria de Comunicação da Assedic
comunicacao@assedic.com.br
 
Paulo Dubberstein Main
Assessor de Comunicação
paulo@assedic.com.br
(27)3721.7272 * 99650.1589
 
Assista a Tv Assedic www.assedic.com.br/tv
Ouça à Rádio Assedic www.assedic.com.br/radio

 

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Comente