Findes e Unesc assinaram convênio que vai promover a educação industrial em Colatina

O Sistema Findes e Unesc assinaram no último dia 29 de abril, um convênio de cooperação entre as duas entidades.

Com o intuito de inovar e garantir a competitividade da indústria capixaba, o presidente do Sistema Findes, Marcos Guerra, e o reitor da União de Escolas de Ensino Superior Capixaba – Unesc, Pergentino de Vasconcelos Junior, assinaram no último dia 29 de abril, um convênio de cooperação entre as duas entidades. O objetivo é promover atividades de pesquisa acadêmica utilizando os laboratórios da faculdade para a educação industrial nos municípios de Serra e de Colatina.

O reitor destacou que parcerias que unem universidade e mercado de trabalho são uma prática internacionalmente difundida. “Ações como essa contribuem para o crescimento do parque produtivo do Espírito Santo, para a formulação da política industrial do Estado, e ainda faz a ponte entre os sindicatos filiados e outros segmentos da sociedade”, pontuou Pergentino.

A Unesc conta com 58 laboratórios, que podem interessar a diversos segmentos da indústria: vestuário, mecânica, metalurgia, laticínios e derivados, informática, farmacêutico, cerâmica, moveleiro, bebidas, etc. “Ressaltamos aqui a área de Engenharia, cujo centro tecnológico conta com laboratórios de desenho, estruturas e materiais de construção civil, mecânica dos solos, topografia, hidráulica, elétrica, motores a combustão, vibrações mecânicas, usinagem, soldagem, lubrificação e ensaios dos materiais”, finalizou Vasconcelos.

Para o presidente do Sindicato da Indústria de Produtos de Cimento do Estado do Espírito Santo – Sinprocim ES e membro do Conselho Fiscal da Associação Empresarial de Colatina e Região – Assedic, Pablo José Miclos, a parceria é muito importante para a Federação das Indústrias, uma vez que beneficiará os diversos sindicatos, no que diz respeito à certificação dos produtos, favorecendo um maior respaldo dos produtos comercializados, que passarão a estar de acordo com as normas da ABNT. Isso transmitirá mais segurança para o cliente. É um contrato que mudará vários paradigmas, e que unirá o meio acadêmico e a indústria, finalizou Miclos.

Para o presidente do Sistema Findes, Marcos Guerra, a parceria com a Unesc contribuirá para a competitividade da indústria capixaba. “Trabalhamos em busca da assertividade em nossas parcerias, e essa, com a Unesc, é um exemplo disso. A indústria capixaba precisa buscar inovação e conhecimento para ser cada vez mais competitiva no mercado. A Unesc oferece laboratórios modernos e um quadro de docentes de alto nível, capaz de contribuir para a formação profissional dos trabalhadores do setor produtivo de nosso Estado”, afirmou.

 

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Comente